Social Icons

18 de novembro de 2009

Não basta ser pai, tem de ser geek

Em tempos de mídias móveis, telefones multifunção e mais uma infinidade de tranqueiras tecnológicas, o parto fisiológico surpreende, apreende, e poucos o compreendem. Chamou minha atenção, assim, a existência de um contador online de contrações, notícia que me chegou via Materna Japão.

O Contraction Master foi desenvolvido por Bill Snebold, um americano da Califórnia de 48 anos. Há 4, quando sua esposa estava em trabalho de parto de seu primeiro filho, o designer gráfico se viu perdido no meio de papel, caneta e relógio. Anotar tudo e fazer contas no meio da noite mostrou-se uma tarefa ingrata. E logo, num dos intervalos entre as contrações, ele não teve dúvidas: puxou o laptop e programou um aplicativo simples que se encarregou de registrar o andamento do trabalho de parto. Tudo o que ele precisou fazer dali em diante foi pressionar a barra de espaço cada vez que uma contração começava e terminava.

Segundo ele, o aplicativo criado de improviso mostrou-se extremamente útil, já que ele pôde deixar de lado as anotações. "Funcionou como mágica e me liberou para eu passar mais tempo com minha esposa quando ela realmente precisava de mim", diz ele.

Nasceu então, além do menino, o programinha que mais tarde seria disponibilizado na Internet, com alguns aperfeiçoamentos na interface. Com a chegada do iPhone e a sua loja online, plim! O casamento foi perfeito e mais de 5 mil unidades do aplicativo foram vendidas em 6 meses.

Além do menino de 4 anos, agora Snebold também é pai de uma menina de 2 anos. Sua empresa, embora focada na área publicitária, prepara-se para lançar ainda em 2009 outro aplicativo para iPhone, o Nursing Master. Este aqui não me empolga muito, pois visa controlar as mamadas, o que não ajuda em nada a livre demanda. Ainda assim, a iniciativa do pai geek em disponibilizar o contador de contrações via Internet, gratuitamente, é bem-vinda.

No Facebook há vários depoimentos positivos sobre o aplicativo. A versão para iPhone ainda solta um relatório formatado para envio por e-mail, olha que bacana! Assim, dá pra passar a noite em trabalho de parto, em casa, sossegada, e de tempos em tempos mandar uma mensagem com todos os registros para a enfermeira, parteira, médica, sem neuras!

Quem foi que disse que no parto fisiológico não há espaço para traquitanas tecnológicas?

2 comentários:

Rosana Oshiro disse...

Denise, que bacana essas informações que você "colheu" do pai.
Editei o post e acrescentei seu link ok?

beijo

Denise disse...

Aê, legal!!

Coisas boas precisam ser disseminadas!

bjim!

 

Apoio

Aqui você encontra material sobre evidências e boas práticas relativas à saúde e ao bem-estar da dupla mãe-bebê. Fique à vontade e entre em contato, adoramos uma boa conversa! Envie um e-mail para grupomaternamente@gmail.com ou entre no grupo do Facebook.

Território

Atuamos principalmente em Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra (o ABC paulista), mas também na capital paulista e em outros municípios do Estado de São Paulo.

Articulação

Procuramos nos articular com outros movimentos sociais e com as instâncias gestoras, com o fim primordial de defender os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e de instaurar um novo paradigma de assistência à saúde da mulher.